terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

O TZERUF



Uma das formas de meditação mais interessantes desenvolvidas dentro da Cabala Iniciática, é o Tzeruf, ou permutação, através das palavras hebraicas. Neste tipo de meditação, trabalhamos com diferentes combinações, dentro de uma palavra sagrada dentro do alef-bet, seguido de respirações especiais e muita concentração.


Isto nos carrega para níveis superiores, trazendo um profundo estado de êxtase, onde diversas coisas outrora inalcansáveis agora tornam-se tangíveis. É sair da fisicalidade e estar imbuído da verdadeira espiritualidade cabalística, onde a meditação é o guia de uma travessia fascinante.


No Tzeruf, o cabalista passa por diversos níveis de consciência, até abandonar a matéria, rumo à espiritualidade total. Atravessa os níveis extáticos, sendo capaz de realizações e um estado de pureza incomum para seres humanos. Nisto a Kavannah (intenção) tem um papel fundamental, por ser aquela que mantém o cabalista no eixo.


Esta é uma prática que no CCI realizamos nos níveis mais avançados do curso de cabala, por ser uma meditação que exige muito do praticante. É uma experiência rica, e mostra cada vez mais que em geral somos um "copo pela metade" que precisa ser preenchido de espiritualidade.


O Tzeruf pode ser realizado de milhares de formas, já que constitui-se num processo iniciático. Mas sua forma mais comum de uso é permutação das letras do Tetragrama, que permite sensações divinais. É comum em nossa prática, que haja todo um preparo até os níveis mais avançados de permutação.


Fraternalmente,


Rafael Chiconeli .`.



2 comentários: