sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

MAPA ASTRAL CABALÍSTICO (VÍDEO)


video




NESTE VÍDEO, EXPLICAMOS O TRABALHO DO MAPA ASTRAL CABALÍSTICO, SEGUNDO A TRADIÇÃO INICIÁTICA DA CABALA. ANALISO UM MAPA DE UM ALUNO MEU, QUE EU MESMO FIZ, BASEADO NA TRADIÇÃO PASSADA PELO PATRIARCA ABRAHAM.





quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

O LEÃO E O VERME



Há duas espécies na fauna que representam o máximo do antagonismo e entenderemos facilmente o por que disto. Elas, são o leão e o verme. Cada qual, expressa perante a natureza admiração e asco, devido as funções que desempenham no equilíbrio do ecossistema.

Repetindo isso, nós imitamos por muitas vezes a natureza de outros seres devido às nossas ações e o peso que elas têm para o mundo. Sendo assim, afirmo, que na existência há pessoas que se comportam como leões, enquanto que outras se comportam como vermes.

O leão é a auto-afirmação, ele não é o melhor por ser o melhor, mas por se afirmar como tal. Ele ousa e executa algo, mesmo que não esteja perfeitamente preparado. É independente e sua evolução na escala das coisas é bem rápida. ELE quer, ele vai buscar, não tem meio termo.

O verme, é minúsculo, se caracteriza por chafurdar em algo, até que haja alguém a que, possa parasitar. Sua essência é depender "de", depender de algo, de alguém. Não tem auto-afirmação, é praticamente invisivel, e quando e notado é porque realizou algo danoso.

Em nossa vida, acompanhamos pessoas que seguem estes estereótipos de comportamento, que insistem em repetir ininterruptamente. Haverão aqueles leões, que perseguirão seus objetivos nos campos da vida, serão positivos e sempre terão mais pela atitude de demonstram, de ir atrás e perseguir os objetivos.


Por outro lado, também surgirão pessoas que se comportam como vermes. Estão sempre à margem, sem atitude e inertes ao que acontece. Automaticamente dependem de que alguém faça por eles e, tão logo possam, arranjarão alguém para se encostar, para que possam parasitar emoções e ações, num processo infinito de coitadismo.


A Cabala nos ensina, que devemos nos sintonizar com as realizações. Neste sentido, você, que já é um leão na vida, pode se tornar uma pessoa melhor, fazendo com que suas rezalizações, tragam  a plenitude buscada. Por outro lado, você que por tanto tempo vem se inferiorizando, pode buscar a virada, sair da lama e ir para onde jamais foi.


Desejo á todos muita força e sucesso!


Fraternalmente,


Rafael Chiconeli .`.



® todos os direitos reservados

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

O MAPA ASTRAL CABALÍSTICO


DESEJO A VOCÊS UM ÓTIMO E FELIZ INÍCIO DE SEMANA, COM TODO O MEU AMOR E GRATIDÃO PELO CARINHO QUE RECEBI. QUERO QUE VOCÊS RECEBAM DE VOLTA EM SUAS VIDAS, MULTIPLICADO POR UM MILHÃO! BOM DIA!

Uma das melhores maneiras de se conhecer mais sobre você mesmo ou alguém, é o Mapa Astral Cabalístico, pois sua ferramenta é precisa, principalmente pelos aspectos que são analisados, utilizando as artes da Gematria. Não há dúvidas de que os antigos Cabalistas tinham conhecimento absoluto sobre os astros e a própria história do Patriarca Abraham nos mostra isso.

Como a Cabala é uma ciência, ela explora os aspectos esotéricos de tudo, inclusive dos seres humanos. Mas quando dizemos que algo é místico, diferenciamos exatamente do que seria misticismo, a pura exploração de assuntos sérios sem qualquer critério. Sendo assim, um mapa não é feito simplesmente para "adivinhar", mas sim como veículo de auto-conhecimento e também auxílio, para que a pessoa tome decisões em conexão com sua verdadeira essência.

Em Cabala, tudo o que fazemos está ligado ao aspecto de adquirir conexão maior com o criador, e harmonia com as demais criaturas e o universo. Quando conhecemos mais sobre nós mesmos, também conhecemos sobre o outro e como melhor tratá-lo. Este caminho é um dos aspectos que pode nos levar à Egrégora maior, onde tudo é bom e onde as permutações de energia acontecem.

Ao fazer seu mapa, você têm uma idéia profunda de quem é, suas características, pontos fortes e fracos, pessoas de maior sintonia. A Sephirah que o rege, conexão angélica e a letra hebraica que o caracteriza. Além disso o Tikkum com o qual temos que lidar para obter reparação espiritual e crescer.

Para se ter um mapa astral Cabalístico é necessário a data completa de nascimento da pessoa, o nome completo da pessoa, nome de seus pais, local onde nasceu, horário de seu nascimento. É necessário ressaltar, que as informações devem ser precisas, para que o trabalho não seja desorientado.

Esta semana, divulgarei um vídeo, onde analiso um Mapa Astral Cabalístico feito por mim, assim, vocês terão exata dimensão de sua importância e de como é a abordagem dele.

MAIS INFORMAÇÕES: rafaelchiconeli@yahoo.com.br

Fraternalmente,

Rafael Chiconeli .`.

® todos os direitos reservados


sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

MEUS VOTOS


EM PRIMEIRO LUGAR, QUERO DESEJAR BOAS-FESTAS PARA TODOS VOCÊS QUE ACOMPANHAM O BLOG, EM, ESPECIAL, PARA AQUELES QUE COMEMORAM O NATAL

Muito obrigado à todos vocês AMIGAS E AMIGOS que acompanham nosso blog e que nos motivam a cada vez mais seguir em frente difundindo os princípios da Cabala Iniciática, meu coração se enche de profunda gratidão e desejo à todos vocês tudo o de melhor ao lado de suas famílias e pessoas queridas.

Devemos lembrar, que datas como estas, independentemente da crença, reforçam os ideais profundos do Criador em relação á nós, para vivamos em paz, parceria, compartilhamento e amor. Devemos nos utilizar destes momentos, para solidificar em nós mesmos a energia do amor, para que façamos isto durante toda a nossa vida.

Com Muito Amor,

Rafael Chiconeli .`.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

FRAGMENTADO



Por diversas vezes, falamos que o ser humano é um todo, pois faz parte de um todo, proveniente de uma única fonte e que esta é a raiz de todas as coisas, que nós denominamos como criador. Há uma oração judaica, que proclama a unidade de D´us, enfatizando este caráter particular do eterno.

Somos à imagem e semelhança de D´us, como está escrito na Torah. Agindo neste plano, devemos ser uma unidade, mas que troca o tempo todo com outras individualidades, o que faz com que todos, possam crescer e se desenvolver, de acordo com sua própria potencialidade.

O problema é que na prática, nem sempre ocorre. Isto, porque em nossas vidas, acabamos deixando de lado nossa unicidade, fracionando o que somos em várias partes de um mesmo eu, para as diversas situações que enfrentamos. Assim, temos uma face para cada dia, e agimos apropriadamente segundo cada momento e cada ser.

Porém, a longo prazo, a identidade da pessoa já não existe mais, pois deu lugar á "terceirização de seu livre-arbítrio" e a vivência em função das circunstâncias e não de suas próprias necessidades. Isso se chama viver para os outros e não, viver em parceria com os outros, pois é uma relação desigual, onde nossa própria autoridade de vida é repartida entre diversos entes.

Conheci já inúmeras pessoas que passaram por esta situação e não há outra escolha, senão retomar as rédeas, o que custa muito. Pois o resultado é a oposição daquelas forças que estão contrárias ao movimento de resgate. A Cabalá em si é a própria Ciência da Alma e têm ferramentas poderosas para que a unidade do ser humano seja refeita, mas para isso é preciso darmos o "sim", é preciso ter vontade.

Desejo que cada ser que se encontra fragmentado, perceba a beleza do que é voltar a ser "um".

Fraternalmente,

Rafael Chiconeli .`.

CONTATO: rafaelchiconeli@yahoo.com.br

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

INSCRIÇÕES ABERTAS



ESTAMOS ABRINDO INSCRIÇÕES PARA AS NOVAS TURMAS DE CABALÁ MÓDULO 1, PRESENCIAL E À DISTÂNCIA. 


A CABALA INICIÁTICA É UM MÉTODO DE APROFUNDAMENTO NA ANTIGA CIÊNCIA MÍSTICA JUDAICA, E QUE REMONTA AOS ANTIGOS ENSINAMENTOS PASSADOS PELOS CHACHAMIN (SÁBIOS) DE BOCA A OUVIDO. 


NESTE ASPECTO É ENFOCADA A RELAÇÃO MESTRE-DISCÍPULO E SEU APRENDIZADO ESTÁ DIVIDIDO EM PARTE TEÓRICA, CONTEMPLATIVA, MEDITATIVA E RITUALÍSTICA.

MAIS INFORMAÇÕES:

rafaelchiconeli@yahoo.com.br


Fraternalmente,

Rafael Chiconeli .`.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

A GRATIDÃO


DESEJO A TODOS VOCÊS, UM BELO INÍCIO DE SEMANA, DESEJANDO TODA A LUZ, PARA QUE IMPLEMENTEMOS AS MUDANÇAS QUE SÃO NECESSÁRIAS EM NOSSAS VIDAS.

Todos os que me lêem, os que me vêem, os que estudam comigo, os que me incentivam, aqueles que passaram de relance por aqui e até os que me criticam têm um papel importante junto ao que desenvolvemos, através da Cabala Iniciática.

Considero a todos, meus patrocinadores, porque fazem com que o que divulgamos, seja multiplicado milhares de vezes, através de seus compartilhamentos, e-mails, Retweets, posts em blogs ou até mesmo por comentários por MSN e pessoalmente. De maneira valiosa, isto os unifica na egrégora e faz com que uma coisa microscópica, em termos de sociedade se expanda.

Tudo está ligado ao amor, e o que você faz com amor, ganha relevância, pois é a essência do que é o Criador. Logo, somos, seja qual for o nosso tamanho, uma parcela deste amor e somos atraídos por qualquer coisa que remeta a ele. Meu amor em fazer o que faço, combina com seu amor em fazer o que você faz e através disso, nosso parentesco, se confirma.

A Cabala Iniciática é uma via amorosa, pois têm em seu cerne a unificação com D´us, o universo e as demais criaturas e entende que quando alteramos a dinâmica egoísta de nossa vida, causamos profundo impacto para que outras vidas também sejam transformadas. Este processo é lado positivo do "efeito dominó", ao qual atribuo o título de "Pára-Raios de Coisa Boa".

Nada disso, poderia acontecer, se não tivesse meus patrocinadores, pessoas interessadas na transformação, cada qual a sua forma. É a vocês que agradeço pelas visualizações aqui, pelas perguntas e por fazerem daquilo que divulgamos, algo relevante. A gratidão é um sentimento maravilhoso e sinto profunda gratidão em ter algo em comum com tantas pessoas.

Desejo que todos vocês, CRIATURAS ESSENCIALMENTE DO AMOR, se realizem naquilo que desejaram e que não desistam jamais do amor. POIS ESTA É A ESSÊNCIA REAL DE CADA UM DE VOCÊS.

Fraternalmente,

Rafael Chiconeli .`.




sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

A CABALA PURA (VÍDEO)




NESTE VÍDEO, EXPLICAMOS OS CONCEITOS DA CABALA PURA, ALÉM DE INVESTIGAR AS ALEGORIAS POR TRÁS DA HISTÓRIA DE ESAV E YACOOV, NO COMBATE PELA PRIMOGENITURA. 





quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

OS SONHOS, NESHAMAH E CÉREBRO



APROVEITANDO NOSSO TEMPO NESTE PERÍODO DE DEZEMBRO EM QUE OCORRE A TRANSIÇÃO DE MÓDULOS ENTRE NOSSOS A ALUNOS, VOU RESPONDER ALGUMAS PERGUNTAS QUE PESSOAS QUE ACOMPANHAM NOSSO SITE, SOBRE A CABALA PURA. 

AQUI FALO SOBRE OS SONHOS


P - Rav, gostaria de saber a razão de os sonhos serem tão confusos. Sou muito interessada na Cabala e gostaria de saber se há uma maneira eficaz de interpretar nossos sonhos através dela...

R - Prezada amiga. Temos que entender que o cérebro humano e alma têm atribuições distintas, embora a natureza da vida material os ponha em contato constante. Nosso cérebro é uma estrutura lógica e embora tenha contato com os sentimentos, ele existe dentro de uma esfera, onde só pode compreender plenamente os estímulos comuns ao ser humano.

Por outro lado, a alma, ou Neshamah (aspecto divino da alma) é uma estrutura que existe e entende elementos que lhe são passados através da forma mais antiga de comunicação, que são os símbolos e as alegorias. No caso dos sonhos, quando o ser humano tem a condição perfeita de sono, ele atinge outras esferas de existência, dependendo da sua evolução espiritual e sintonia.

Então, ao atingir qualquer esfera, vai ter a chance de contactar seres que estão lá, com os quais poderá obter informações, que podem ser úteis ou não, dependendo de com quem está lidando. A Neshamah assimila isso, e quando volta ao corpo, estas informações são transmitidas ao cérebro, sendo que as linguagens de alma e cérebro são diferentes.

Sendo assim, a não ser que haja uma forma de traduzir o que é passado entre as partes, qualquer tipo de informação fica comprometida. E acaba sendo o que acontece, pois mesmo que o sonho pareça ser bem normal, sempre traz consigo aspectos esotéricos. Se você se lembra do sonhos, é porque é importante para você.


Como disse, é necessário que haja um elo de ligação entre a Neshamah e o Cérebro, que possa descriptografar as mensagens trazidas. Este elo é a Cabala, através da qual, conseguimos atingir os significados profundos que os sonhos nos trazem, pela sua própria natureza, de ser o esoterismo que estuda D´us e todas as suas obras.


Fraternalmente,


Rafael Chiconeli .`.






quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

CABALA E A SUA VIDA


Estou muito feliz, por ver, cada vez mais pessoas dando a volta por cima, passando por cima de coisas que outrora acreditavam não serem capazes. Sempre costumo dizer aos meus alunos e alunas, que de cada um relato que escuto de coisas ruins, escuto depois outros 20 que falam de coisas boas. Isso me ajuda a continuar e ter a certeza de que estamos no caminho certo.

A grande questão diferencial é que estamos conectados à fonte direta, isto faz com que sejamos autênticos conosco e com os outros. A própria ciência, por mais avançada que esteja, está sendo obrigada a engolir seu orgulho, e admitir que várias de suas "descobertas" são baseadas em coisas que já tinham sido afirmadas e feitas. 

A sabedoria milenar da Cabala se enquadra neste caso e carrega em si, um completo sistema que explica sobre vários aspectos da natureza de D´us, do ser humano e as demais criações surgidas. Vai mais fundo, ao desvendar os aspectos obscuros contidos nas escrituras sagradas e será, na essência a Ciência da Alma.

Ela é um veículo para nos harmonizarmos conosco mesmo, com os outros seres e com D´us. Dentro desta sintonia, tudo está de acordo e não há egoísmo possibilitando que o ser desfrute ao máximo do melhor que o Criador pode proporcionar. Por isso, cada vez mais pessoas buscam na via iniciática o seu norte. Mais do que isso, elas encontram.

Que todos possam ter a possibilidade de conhecer um poucos mais sobre a Cabala.

Fraternalmente,

Rafael Chiconeli .`.

SOBRE A CABALA: rafaelchiconeli@yahoo.com.br  

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

LASHÓN HARÁ






AMADOS VISITANTES:  PRECISAMOS ENTENDER QUE TUDO O QUE DIZEMOS, TEM UM EFEITO TREMENDO SOBRE O UNIVERSO E AS PESSOAS.

Um dos temas mais sérios e práticos que estudamos na cabala é o lashon hará ou maledicência. A quase totalidade das pessoas, independentemente de religião, idade ou classe social, pratica o lashon hará diariamente e experimenta seus indesejáveis efeitos.

O lashon hará se apresenta sob várias formas: a mais conhecida é quando uma pessoa fala a outra sobre os aspectos negativos de uma terceira pessoa. São pequenos machucados na alma, envolvendo neste caso:

1) Quem fala: expressando pura negatividade atrai a mesma negatividade; 
2) Quem ouve: recebe toda aquela negatividade destrutiva; 
3) De quem se fala: aquele que não ouve, mas sente e se enfraquece.

Este tipo de lashon hará é comum e aparece de muitas maneiras disfarçadas, mas não por isso menos nocivas. Por exemplo, quando você está com um amigo e começa a falar mal do governo, você realimenta a sua negatividade, a de seu amigo e daquele que exerce a função de governante. Mesmo que o governante seja desonesto, se o seu comentário não tiver um caráter construtivo simplesmente não o faça.

Mas existem outros tipos de lashon hará, também nocivos e mais difíceis de serem identificados. Você vive lamentando sobre si mesmo para os outros. “Coitadinho de mim, estou sempre doente, sem dinheiro, insatisfeito”. Neste caso o número de pessoas “machucadas” é de apenas dois, mas o efeito sobre suas vidas é igualmente devastador.

Um terceiro tipo de lashon hará ocorre quando você ouve a maledicência de um outro. Seja seu amigo de infância, seja seu parente mais próximo, quando sentir que este começa a despejar negatividade em seus ouvidos, experimente correr dali e estará fazendo uma nobre ação para ambos.

Enfim, se você, caro leitor, ainda duvida da importância de evitar todo este mal provocado pela negatividade da palavra experimente um exercício: passe uma semana inteira sem falar mal dos outros, sem falar mal de si mesmo e evitando ao máximo ouvir a negatividade alheia. Prepare-se, não será tarefa fácil, mas o resultado final pode ser um milagre em sua vida.

Fraternalmente,

Rafael Chiconeli .`.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

OASIS OU MIRAGEM: VOCÊ ESCOLHE


MAIS UMA SEMANA COMEÇANDO. ESTAMOS TODOS ENVOLTOS EM PROPÓSITOS, O QUE É REALMENTE IMPORTANTE PARA NÓS. MAS NÃO SE ESQUEÇA DO QUE TE SEPARA DE SUAS CONQUISTAS: APENAS O PRIMEIRO PASSO.

No nosso contato diário, conhecemos um universo de pessoas, todas realizando muitas atividades, mas buscando algo que realmente seja determinante , que de fato, as complete. A busca, muitas vezes, é árdua, passando por inúmeras situações que sempre parecem retardar os acontecimentos. Isto acaba criando uma casca, uma auto-defesa contra as desilusões, torna-se mais fácil desistir das coisas antes que haja nova decepção.

Então, eis que aparece algo realmente importante, não ao coração, mas a alma. Parece tudo o que sempre buscou, verdadeiro, bonito, completo queremos saber tudo à respeito e nos ilumina com uma intensidade jamais vista, mas surge o porém. Tememos dar o primeiro passo, por causa das tentativas fracassadas anteriormente, então, tudo se torna empecilho, que justifica a inércia.

A Cabala é um caminho maravilhoso, um sistema sem igual que linka você ao criador e te põe em uma situação de realizar ao máximo suas potencialidades no mundo material. Realmente, quando você se entrega de alma e supera as dificuldades que inconscientemente impõe a si mesmo, você experimenta um prazer na vida, que jamais sentiu.

Ainda assim, é preciso dar o primeiro passo. Nestes anos, em que ajudamos centenas de pessoas a encontrar o caminho rumo a Egrégora maior, aprendi a distinguir àqueles que evoluem daqueles que se mantém inertes, simplesmente, porque os primeiros não tem o receio de avançar. Estes, sentem no âmago a sede que suas almas têm por esta conexão e a Cabala, lhes soa como uma fonte de água, um oásis em meio ao deserto. Saciam-na.

No segundo caso, porém, o peso de tudo o que já deu errado, faz com que a pessoa tema avançar e o medo de perder tira a vontade de ganhar. Elas conseguem avistar à distância a mesma fonte de água viva que expliquei no parágrafo acima, porém colocam dúvidas e param antes de que a água jorre em suas mãos.

Em suma: Infelizmente, para àqueles que não tomam iniciativa, o oásis será sempre uma miragem.

Fraternalmente,

Rafael Chiconeli .`.

CONTATOS: rafaelchiconeli@yahoo.com.br



sábado, 10 de dezembro de 2011

DNA CABALISTA


QUANDO ESTUDAMOS CABALA, VAMOS NOS SENTINDO CADA VEZ MAIS AVESSOS AO MUNDO TAL QUAL SE APRESENTA PARA NÓS. DIGO ISSO, COM RELAÇÃO AO EGOÍSMO E SUAS MANIFESTAÇÕES QUE SÓ AVILTAM O SER HUMANO. O CABALISTA, FALA DE ALMA PARA ALMA, ENQUANTO QUE O EGOÍSTA FALA À MATERIALIDADE. TAL QUAL ISRAEL E EDOM, DOIS POVOS DIFERENTES.

Nós fomos escolhidos. Assim existimos, pois nos foi apresentado um sistema, através do qual, podemos enxergar perfeitamente D´us, suas obras e o homem por um prisma especial, pois é verdadeiro. Quem está de fora, é porque simplesmente ainda não fez o caminho do Atrum ao Sacellum e já sabíamos que nem todo ser humano o faria. Mas ainda assim, acreditamos no poder que temos para transformar.

No Talmud, percebemos que o povo de Israel travou batalhas com inúmeros povos, que tentaram exterminar com sua identidade. Cada conquista foi uma maneira diferente de o atacar, onde os Babilônios fizeram com a força, para exterminar o povo fisicamente. Já os Persas, utilizaram a sedução, por isso tentavam desarticular os judeus pela luxúria. Já os Gregos, mais inteligentes, tentaram o domínio pela ideologia, ao tentar a Helezinação e a perversão de ritos milenares. Nenhum destes foi eficaz.

Porém, interpretando cabalisticamente a diáspora e a nossa identidade, enxergamos que no mundo atual, todas aquelas formas de extermínio s unificaram, tornaram-se Edom, civilização que metafóricamente interpreta todas as anteriores. Pois é a síntese do egoísmo, que reina na maioria dos seres e que não suporta ver o outro tendo sua identidade própria, sendo feliz, por intermédio do compartilhamento.  

Por isso, o cabalista deve encarar a concepção de mundo material com grande tolerância e perceber, que assim como há muitos que estão amarrados nas teias do egoísmo, também haverão aqueles que buscarão a via da doação. O Livre-Arbítrio é a maior das instâncias, portanto aprenda a lição que fez com que o povo judeu sobrevivesse até os dias de hoje, mantenha a sua identidade.

Muitos alunos meus, me perguntam, se podem ser chamados de cabalistas e eu sempre respondo: "a partir do momento que você está empenhado e compreender os propósitos da criação e luta contra suas inclinações egoístas estando apto a compartilhar, você já é um cabalista".

Toda a Luz da Cabalá Para Vocês!

Fraternalmente,

Rafael Chiconeli .`.



sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

CABALA INICIÁTICA (VÍDEO)

video


NESTE VÍDEO, EXPLICAMOS O QUE É A CABALA INICIÁTICA, COMO AS AULAS SÃO MINISTRADAS E EXPLICAMOS SOBRE O SEFER YETZIRAH, ESSENCIAL PARA A LITERATURA CABALÍSTICA.

LINK DO YOUTUBE: 


quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

O QUE ESTAMOS ESPERANDO?


COM MUITO AMOR À TODOS VOCÊS QUE PASSAM POR AQUI. SEU AMOR É TANGÍVEL, AGRADEÇO PELA OPORTUNIDADE DE COMPARTILHAR E PARTICIPAR DE TANTAS VIDAS. 

Basicamente o que a maioria das pessoas faz na vida é esperar. Esperar a situação financeira melhorar, para empreender algo, esperar conhecer a pessoa certa para casar. Esperar o momento certo para ter um filho. Esperar a chance de mostrar o seu valor e ser reconhecido por algo. Esperar, esperar e esperar...

Há duas situações em que o ser humano em geral gosta de concentrar suas atenções: no passado e no futuro. No passado, direcionamos nossas frustrações e dele vem o medo primário de que algo não deu certo e por isso, novamente, não dará. Como se ela estivesse realmente ao sabor das circunstâncias e fadada ao fracasso, apenas, por que num determinado dia e hora de tal anos, ela não foi bem-sucedida em algo.

No futuro, então, nem se fala! O problema maior é o que está por vir e duas incertezas: de que os erros do passado se repitam, ou de algo pior. Isto, porque o que vem pela frente, neste tipo de mentalidade carrega o medo do inesperado, de algo imprevisível e de que estará fora de controle. Ou seja, também esperamos, só que desta vez, pelo incerto, o que muito nos assusta.

A Cabala nos ensina, que ao contrário do ser humano, que pode fazer o que quiser com o seu livre-arbítrio, inclusive se destruir pelo mau uso, a natureza, é a essência do equilíbrio. A temperatura, os ventos, a gravidade, na química ou na biologia, tudo segue este princípio natural de equilíbrio, pois provém do Criador. 

O Problema, é que o desconhecimento que muitos seres humanos têm das leis do universo, levam ao egoísmo e, como efeito a solidão    e o desencontro com relação aos seus propósitos de vida. Daí, nascerá a incerteza e outros males que "ilham" a pessoa e a jogam na inércia. Darwin dizia que aqueles que não se adaptam estão fadados à extinção.

O que ele não sabia, é que ao contrário de outras espécies que desapareceram, o ser humano tem um propósito aqui e não será extinto, por mais que sofra. Ele deve buscar equilíbrio para se corrigir e sintonizar com a energia compartilhadora dessa natureza, se transformando. Isso finda com as incerteza e torna o ser reativo em ser ativo, que também transforma o meio.

Pare de esperar, faça!

Fraternalmente,

Rafael Chiconeli .`.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

SINASTRIA CABALÍSTICA



A Sinastria Cabalística é uma ciência que faz parte da tradição da Cabala e seu desenvolvimento nasceu da profunda interpretação do incrível Sepher Yetzirah, combinados a conhecimentos místicos da antiga tradição judaica, como Gematria e Notarikón. Consiste, no estudo comparativo de duas ou mais pessoas, com intuitos voltados para relações amorosas , comerciais, amizade, ensino e outrem.

Através desta incrível ciência, os antigos Chachamin (sábios), conseguiam determinar o rumo que determinada sociedade iria tomar, para assim continuá-la ou cancelá-la, caso percebessem nesta uma união prejudicial. Da mesma forma, aí encontra-se o segredo judaico para os bons casamentos, pois a Sinastria de determinado casal, procurava sinais de saúde, longevidade, adaptação e frutos  para a permissão de uma união entre duas pessoas. Também é usado para acertar a rota de um relacionamento já existente por anos.

Outro uso bem comum, era no caso dos grandes Gaonin, ao escolher a qual ou quais discípulos passar seu conhecimento. Conta-se que Rabi Shimon bar Yochai escolheu seus discípulos á dedo e que teria utilizado para isso, seus profundos conhecimentos na Sinastria Cabalística, para entender o vínculo necessário para passar sua sabedoria aos aprendizes certos.

Esta ciência é poderosa, pelo trabalho complexo que faz e em nada tem a ver com a numerologia comum. Ela vai até as conjunções astrais dos envolvidos, as Sephiroth de ligação com o mundo superior, letras hebraicas e valores numéricos de compatibilidade. Até que seja definido um perfil de ponta-a-ponta dos envolvidos e as análises sobre a potencialidade da relação sejam definidas.

Somos fiéis às antigas tradições, que colocam Abraham Avinu como autor do Sepher Yetzirah e conhecedor de grandes verdades do âmbito místico. Este é um conhecimento de exclusividade nossa (baseado em aprofundamento no Talmud, na Torah, na literatura Cabalística e no aprendizado direto), passado de boca a ouvido, segundo nossa tradição INICIÁTICA. Realizamos este estudo profundo através de consultas, onde possibilitamos maior conhecimento para as pessoas sobre si mesmas e seus próximos.

SOBRE SINASTRIA CABALÍSTICA:

 rafaelchiconeli@yahoo.com.br


(0XX21) 2113-9171

Fraternalmente,

Rafael Chiconeli .`.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

APRENDA A DESAPRENDER


ESTA É A MENSAGEM DO INÍCIO DE SEMANA, PARA TODOS AQUELES QUE BUSCAM UM SIGNIFICADO EM SUAS VIDAS. É PRECISO E TAMBÉM PRECIOSO ZERARMOS TUDO.

Aprenda a desaprender. A vida, os fatos e acontecimentos com os quais lidamos faz parte de uma ótica, que faz com que sejamos governados e não governemos nada do que é realmente relevante. Acreditamos que estamos no controle e basicamente só "controlamos" o que nos traz dor e sofrimento.

A vida está assim para nós, pela falsa compreensão de que entendemos tudo e que as nossas buscas são verdadeiras. Mas nos momentos em que não estamos entretidos e sentimos nosso íntimo funcionar, a dor se manifesta, com ela a certeza de que algo está faltando, o autêntico vazio.

Isto, está ligado ao que aprendemos. Por gerações, seguimos rumo às nossas conquistas, rumo à nós mesmos e ao que nos interessa em primeiro lugar, Não entendemos, basicamente, que a essência reguladora da existência é o compartilhamento, a doação a energia do amor.

Por isso, ainda vivemos unicamente para receber, para ter prazer para nós mesmos. Esta é a essência do Mundo dos Ramos, ao qual habitamos, onde toda a essência que provém de esferas superiores é executada aqui. O que temos aqui é o que é recebido, por isso, acostumamos ao sentimento de somente receber.

Mas para obter o que realmente queremos, é preciso quebrar este ciclo, nos elevarmos deste mundo, nos conectarmos com o criador. Receber sim, mas receber e compartilhar, para que o ciclo nocivo seja quebrado. Assim, você se eleva, vê além do que está tampado por cascas, enxerga o quanto a existência real é bela e o quanto tudo é perfeitamente governado.

A vida guarda coisas sublimes para você.

Aprenda a desaprender o que você tem sido até agora.


Fraternalmente,

Rafael Chiconeli .`.

domingo, 4 de dezembro de 2011

CABALA, CASAMENTO E AMOR


O amor, segundo a Cabalá, é medido pelo que queremos fazer por outra pessoa – quão disponíveis somos, quanto de nós estamos dispostos a dar e a sacrificar. O casamento significa abrir espaço dentro de si próprio para deixar o outro entrar. Mas quando a pessoa ama a si mesmo em demasia – quando ela deseja estar apenas consigo mesma – ela não pode esperar que seu casamento dê certo. É o amor o que abre espaço para o outro ser parte de nossa vida. O verdadeiro amor não é egoísta; pelo contrário, ele se manifesta quando a pessoa se esquece de si – esquece aquilo que quer ou que a incomoda – e pensa no outro.

Mas isso também significa que o amor pode ser perigoso e destrutivo. Em um casamento feliz, não pode haver uma situação onde um difere do outro. Há que haver reciprocidade, e mais, é preciso amar o outro no mínimo tanto quanto a pessoa ama a si própria. Os sábios ensinavam que o amor significa não poder viver sem o seu amado. É uma alma completando a outra. Na verdade, é a mesma alma em dois corpos diferentes que se unem sob uma única cobertura.

De acordo com a mística judaica o primeiro ser humano foi inicialmente criado metade homem e metade mulher. Isto significa que um homem não é completo sem uma mulher, nem ela é completa sem o homem. Os seres humanos procuram o amor e o casamento não nos sentimos inteiros quando sozinhos. É nosso cônjuge quem completa a imagem Divina que reside dentro de nós.

Casar-se significa unir-se à nossa metade que reside em um corpo diferente. O casamento é a reconexão de duas partes em um todo, e, assim sendo, é a cura para muitas feridas. Em hebraico, a palavra para homem é “Ish”, que contém a letra Yud; e a palavra mulher, “Ishá”, contém a letraHei. Ambas formam um dos Nomes de D’us. Isto nos ensina que quando um homem e uma mulher vivem juntos com amor e harmonia e respeito, D’us habita junto a eles.


Fraternalmente,

Rafael Chiconeli .`.

sábado, 3 de dezembro de 2011

O ZOHAR (VÍDEO)

video


Neste vídeo, explicamos sobre as origens do Zohar, "O Livro do Esplendor", sua importância para a Cabala e a importância da relação Mestre-Discípulo para que sua interpretação seja correta.


Fraternalmente,

Rafael Chiconeli .`.




quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

SINTONIA DO AMOR


QUE TODOS VOCÊS QUE NOS VISITAM E TEM ACESSO A NOSSA ESSÊNCIA DE DOAÇÃO, TENHAM UM EXCELENTE DIA E APRENDAM A MAGIA DA SINTONIA CABALÍSTICA.

"E saiu Isaac à tarde para meditar no campo e avistou camelos. E alçou Rebeca seus olhos e deslizou do camelo... E a trouxe Isaac à tenda de sua mãe, e tomou Rebeca e, ela foi para ele esposa e, amou-a". 

Torah - Bereshit - 24:63

A Torah, nos brinda com a bela história de Isaac e Rebeca, uma maravilhosa história de amor e que contém elementos que nos ajudam a entender situações de nossa vida. Principalmente, passar a agir de acordo com a sintonia, que é elemento-base que faz nascer o amor e fonte para a sua manutenção.

Isaac vai conhecer Rebeca num estado aparentemente adverso, pois acabara de perder a mãe. Abraham, por sentir o sofrimento do filho, pede ao seu servo que vá à procura de uma esposa para ele. E, para esta tarefa especial, escolheu seu principal servo, um homem sensível, em quem muito confiava.

O homem meditou durante todo o caminho numa pessoa ideal, até que durante uma parada, encontra-se com Rebeca, que solicitamente se oferece para dar água a ele e aos camelos. Ele enxerga neste ato de bondade, os traços que estava procurando para a esposa de Isaac e vai ter com a família da moça.

Quando a traz, Isaac está exatamente na situação que descrevemos na Parashá (Passagem da Torah) citada no topo deste texto, meditando. Há uma situação tremenda, oculta em tudo isto que foi citado e falaremos agora sobre ela e daí, vamos trabalhar os elementos cabalísticos contidos neste amor.

Quando Abraham decide sobre o casamento do filho ele medita, toma a melhor decisão e nomeia um homem sensível, seu servo para a busca. O servo, um homem fiel e sensível medita, buscando iluminação para a tarefa. Rebeca conhecia intimamente seu destino e meditava, para encontrar um marido com o qual iria cumprir sua missão de vida. E, finalmente, Isaac estava meditando, no estado espiritual perfeito para que esta SINTONIA ocorresse. 

Você também pode exercer isso na sua vida e trazer a Shekinah para o seu amor.

SOBRE SINTONIA : rafaelchiconeli@yahoo.com.br

Fraternalmente,

Rafael Chiconeli .`.